top of page
Buscar

Explorando a teoria de mudança na prática: estratégias para o empreendedorismo social

Uma das bússolas mais usadas para a transformação social positiva de OSC's e negócios de impacto é a Teoria da Mudança (TdM).

 

Teoria é um nome que normalmente assusta. Neste caso não precisa. TdM é uma ferramenta que desenha um modelo lógico, de causa e consequência, dos caminhos para concretizar a aspiração de mudança que uma organização pretende fazer. Auxilia na prototipação, operação e na comunicação, mas especialmente na estratégia e na avaliação de impacto dos negócios sociais.

 

Para conhecer como ela é usada, Aurélia Melo e eu conversamos com a Denise Silva. Ela é a empreendedora social que lidera a #Bruaca, um negócio de impacto do Mato Grosso do Sul que atua na divulgação e comercialização de saberes e sabores das comunidades tradicionais do Pantanal Sul. Além de pantaneira e empreendedora, Denise é professora e, com a didática que lhe é própria, nos trouxe muitos insights sobre a Teoria de Mudança.

 

Na essência: começar pelo problema social, exercitar a escuta ativa da comunidade e atuar de forma colaborativa com seus stakeholders são os segredos para criar uma boa TdM, segundo ela. Nossa conversa foi além: ouvimos dela sobre valorização local, intervenção comunitária, teoria U, respeito às tradições, propósito, relação entre impacto ambiental e social e muito mais.

 


A conversa faz parte da #TransformAção, um projeto do Instituto Sabin com parceria técnica da Viggas Co.Lab, feito para apoiar empreendedores de impacto socioambiental positivo no desenvolvimento de suas organizações. Nela você encontra ferramentas, eBooks, vídeos, podcasts e, agora, entrevistas com empreendedores do Brasil para lhe ajudar na sua jornada.

 

O papo com Denise compõe o capítulo 3 da jornada: estratégias para transformação social (teoria de mudança).

 





1 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page