top of page
Buscar

Mapeando as Socialtechs Brasileiras: destaques, desafios e importância no ecossistema de Impacto



A nomenclatura de startups segue uma fórmula que indica o setor onde buscam atuar/inovar + o sufixo tech. Por exemplo, healhtech (startup da saúde), edtech (educação), agrotech (agricultura), fintech (finanças) e por aí vai: nanotech, retailtech, biotech, govtech, insurtech, HRTech etc.

 

#Socialtechs são startups que unem os princípios dos negócios de impacto social (intencionalidade para enfrentar um problema socioambiental; centralidade do impacto nas operações; busca de retorno financeiro; mensuração do impacto) com os princípios das startups (operam em base tecnológica; propõem algo inovador; buscam repetibilidade e escalabilidade).

 

O fortalecimento do ecossistema de impacto brasileiro é mais uma vez ancorado em evidências, desta vez pelo inédito estudo feito pelo SEBRAE para mapear #socialtechs, ou startups e negócios inovadores de impacto socioambiental.

 

Vale mencionar alguns destaques:

 

🗺️ 36% delas estão no Norte e Nordeste;

💼 B2B é o modelo mais utilizado (42,8%);

👩‍💼 41% possuem mulheres entre fundadoras;

🌍 foco predominante em problemas ambientais (79%);

📊 65% possuem processos claros de avaliação de impacto;

🚀 quase metade está em processo de incubação/aceleração (46,74%);

🎯 os ODS mais presentes são o 12, 11, 10, 8, 9 e 13.

 

O estudo também discute aspectos financeiros (faturamento e investimento); como #socialtechs incorporam aspectos ESG nas próprias operações; além dos principais desafios de estruturação, modelagem de negócio, produto, acesso a mercado, acesso a capital e gestão financeira.

 

Uma crítica ao relatório é que ele não traz informações/referências sobre papel que o capital filantrópico, via institutos e fundações, principalmente, vem cumprindo no financiamento, fortalecimento e consolidação do universo das pesquisas.

 

De todo modo, é um excelente material de referência e que merece ser lido para quem tem interesse no universo de #Impacto Socioambiental.

 




 

0 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page