top of page
Buscar

De solitário a conectado: como ecossistemas e programas de apoio transformam a jornada do empreendedor social

"Empreender é um ato solitário. Portanto, ao se conectar ao ecossistema, você torna a sua jornada menos solitária".


Esse pensamento de Roberto Pascoal, presidente da OMUNGA Grife Social e Instituto, retrata uma parte da conversa que tivemos em mais um encontro da #TransformAção. A Omunga é um negócio de impacto de Joinville/SC que busca ser reconhecido como símbolo de transformação social e que já impactou positivamente mais de 7.000 crianças e 700 professores no Brasil.


Falamos sobre o universo de atuação de empreendedores, os ecossistemas, especialmente sobre o papel e o apoio que programas de aceleração, incubadoras, universidades, parques tecnológicos e outras organizações dinamizadores tiveram (e tem) na história de um negócio de impacto como a Omunga.


Mas não foi somente isso; também conversamos sobre gestão; governança; resultado e impacto; comunicação; propósito; resiliência; imprevisibilidade e muito mais.


Mais um episódio da segunda temporada da #TransformAção, um projeto do Instituto Sabin com parceria técnica da Viggas Co.Lab feito para ajudar empreendedores de impacto socioambiental positivo no desenvolvimento de organizações.


Cadastrando-se você acessa gratuitamente ferramentas, eBooks, vídeos, podcasts e, agora, entrevistas com empreendedores do Brasil para lhe ajudar na sua jornada.


Nosso papo com o Roberto compõe o capítulo 7: apoio institucional para o empreendimento social e você pode acessar em


Acesse aqui!




0 visualização0 comentário

Commentaires


bottom of page